Deputado do Bloco de Esquerda na Assembleia a Republica esteve na Guarda, para se inteirar das preocupações no setor da saúde no distrito da Guarda

O deputado na Assembleia da República, Moisés Ferreira, do Bloco de Esquerda, esteve ontem na Guarda para se inteirar do estado da saúde no distrito. Durante a manhã esteve reunido com conselho de administração da ULS da Guarda, onde ficou a par das principais preocupações na rede da Unidade Local de Saúde da Guarda. Moisés Ferreira referiu que esta visita inclui-se num périplo nacional que o Bloco de Esquerda está a fazer no setor da saúde, para posteriormente, depois da radiografia feita, levar propostas à Assembleia da Republica. O deputado diagnosticou algumas lacunas na ULS da Guarda, uma prende-se com a fala de Clínicos. Moisés Ferreira entende que os médicos recém-formados, devem ser colocados no máximo, 30 dias depois de terminarem a especialidade. Quanto aos restantes profissionais de saúde, o deputado bloquista defende mais autonomia na contratação, por parte dos conselhos de administração das unidades hospitalares, para colmatar necessidades imediatas.

Também as obras de requalificação do pavilhão 5 foram abordadas na reunião com o conselho de administração da ULS da Guarda, o deputado do Bloco de Esquerda, entende que é fundamental avançar com esta requalificação, Moisés Ferreira diz que vai interpolar o Governo à cerca  desta questão.

A questão da regularização dos precários também é uma preocupação dos bloquistas, já se sabe que uma grande parte destes funcionários, são do setor da saúde. Moisés Ferreira entende que o PREVPAP está a andar muito lentamente.

Da visita fez ainda parte um almoço com os militantes do BE da Guarda e uma reunião durante a tarde, com os sindicatos da área da saúde da Guarda.