Decorreu esta manhã um simulacro de incêndio na Escola Secundária da Sé

Os difíceis acessos junto do portão de entrada da Secundária da Se, na Guarda, continua a ser um problema em caso de emergência. O cenário voltou a repetir-se esta manhã, quando os bombeiros foram chamados ao local, para um simulacro de incêndio.

Em declarações a Rádio F, José Cruz, Diretor Adjunto do Agrupamento de Escolas da Se, admitiu que numa situação de socorro o acesso ao interior da escola, dificulta a entrada das viaturas dos bombeiros.

O alerta para o incêndio na escola foi dado às 10 e meia.

Tratou-se de um simulacro que provocou uma explosão que atingiu vários alunos, com explicou à Rádio F, António Pereira. O 2º Comandante dos Bombeiros da Guarda também realçou a dificuldade do acesso à escola por parte de veículos pesados das forças de socorro.

Neste Simulacro estiveram envolvidas várias entidades, PSP, Proteção Civil Municipal e Bombeiros da Guarda com 6 viaturas, de resgate e combate a incêndios e ambulâncias, e 20 elementos da corporação.

dsc09694