O Conselho de Administração da ULS da Guarda já reagiu à demissão da diretora de Urgência do Hospital Sousa Martins

O Conselho de Administração da ULS da Guarda já reagiu ao pedido de demissão da directora do Serviço de Urgência do Hospital Sousa Martins, a médica Adelaide Campos. Em comunicado de imprensa, a Unidade Local de Saúde da Guarda, refere que houve um primeiro pedido de demissão no dia 26 de Dezembro porque, nessa altura, não tinha sido acionado o Plano de Contingência da Gripe, conforme estava previsto. Como, entretanto, houve autorização superior para contratação de efetivos, a situação ficou ultrapassada.

Posteriormente, refere ainda o comunicado, no dia 16 deste mês, e atendendo aos constrangimentos associados à falta reiterada de recursos humanos no SNS, nomeadamente nas épocas de maior afluência de utentes aos Serviços de Urgência, Adelaide Campos deu conta ao Conselho de Administração que considerava não ter condições reunidas para continuar à frente do Serviço de Urgências do Hospital Sousa Martins.

O Conselho de Administração da ULS da Guarda já tem convocada uma reunião para «encontrar novas soluções para velhos problemas».

Aceda na integra à Nota de Imprensa enviada pelo CA da ULSG: Nota de Imprensa ULSG