O candidato do PSD à Câmara da Guarda pede uma vitória forte aos guardenses

Álvaro Amaro apresentou o programa eleitoral esta semana, no renovado largo do chafariz da Dorna e, no final, pediu a confiança do eleitorado para mais 4 anos. Álvaro Amaro não especificou o que será uma vitória forte mas deixou entender que quanto mais votos tiver, mais condições têm para reivindicar junto do poder central.

Quanto aos projetos que pretende concretizar, Álvaro Amaro começou por falar da variante que vai da rotunda dos F`s à VICEG. Uma obra que deverá custar 3 milhões de euros se não for financiada por fundos comunitários. Se na reprogramação do programa 20 20, o Governo conseguir encontrar financiamentos, Álvaro Amaro promete baixar o IMI em meio ponto. O candidato do PSD e atual presidente da Câmara da Guarda aproveitou ainda para falar do IMI e recordou que quando tomou posse, a taxa era igual à atual. Contudo, lembra que teve de aumentar meio ponto para fazer face à situação financeira que o Município atravessava.

O candidato social-democrata falou também na criação do Centro Tecnológico do Automóvel. Ao lado do presidente do IPG, Álvaro Amaro garantiu que no ano lectivo de 2018/2019 será criado um curso em colaboração também com as empresas do sector automóvel do concelho e que os primeiros 30 alunos a terminarem a formação têm emprego assegurado.

Álvaro Amaro explicou ainda o Programa de Apoio ao Investimento e Promoção do Emprego, que será implementado em colaboração com o NERGA e Associação Comercial da Guarda. A requalificação da Praça Velha também faz parte do programa eleitoral da candidatura do PSD à Câmara da Guarda. Álvaro Amaro também quer criar um programa para financiar as IPSS do concelho.

A despoluição dos rios diz e noéme e a criação dos passadiços do Mondego é outro projeto em carteira na lista do PSD. Álvaro Amaro garantiu que com ou sem financiamento, a Câmara tem condições financeiras para executara totalidade ou parte do projeto turístico. Se houver apoios comunitários, pode, também neste caso, permitir baixar o IMI em meio ponto.