Câmara da Guarda pretende expropriar o antigo campo de futebol do Mileu

O executivo da Câmara da Guarda aprovou, por unanimidade, a declaração de utilidade pública para poder expropriar o antigo campo de futebol do Mileu Guarda Sport Clube, que pertence a um empresário, que por sua vez o adquiriu por hasta pública. O Município também entrou na corrida para garantir aquele espaço mas na fase final, o concorrente, Paulino dos Santos Subtil, licitou mais um euro acima dos 40 mil euros. O município ainda reagiu oferecendo 50 mil euros, mas o sistema já não validou a proposta.

Após a reunião do executivo desta semana, o autarca recordou que após a hasta pública, o Município recorreu ao Governo e à Direcção Geral de Finanças para justificar que tinha feito uma licitação de 50 mil euros, a poucos segundos do final, mas que a proposta não tinha sido aceite pela plataforma, só que não obteve qualquer resposta. Álvaro Amaro, diz que a Câmara quer ficar com o equipamento desportivo e que o único caminho é a expropriação, uma vez que não recebeu resposta do Governo. O presidente da Câmara da Guarda acrescentou que os vereadores do PS também tem conhecimento do que se passa, mas que não tem influência junto do Governo.

O valor da expropriação ronda os 70 mil euros, Álvaro Amaro diz que já tentou falar com o actual proprietário mas sem sucesso, por isso, está cansado de esperar e vai avançar por outra via.