Bombeiros esperam ter uma voz mais ativa em toda a nova estrutura da Proteção Civil que se está a desenhar

O Vice-Presidente da Liga dos Bombeiros, espera que os voluntários tenham uma voz mais ativa em toda a nova estrutura da Proteção Civil que se está a desenhar, depois das medidas conhecidas do conselho extraordinário de ministros que decorreu no passado sábado, que visa reorganizar a prevenção e combate aos fogos florestais. Gil Barreiros afirmou que para além das propostas da comissão técnica, outras entidades deveriam ser ouvidas neste processo. O dirigente está está expectante em relação a uma maior participação dos soldados da paz neste processo, o Vice-presidente da liga de bombeiros alerta, que pode ser perigoso deixar os voluntários de fora deste processo.

O Vice-presidente da Liga de Bombeiros aplaude a decisão de colocar a força aérea na gestão dos meios aéreos, mas salienta que o rescaldo dos fogos também deveria ser feito com militares no terreno, deixando o combate para os bombeiros.

Para já os bombeiros não têm sido chamados para contribuir na reforma a implementar no âmbito da Proteção Civil, Gil Barreiros refere se assim não for, o Governo está a cometer um erro crasso.

Quanto ao novo ministro da administração interna, Gil Barreiros fala de Eduardo Cabrita como uma esperança na reforma que avizinha na Proteção Civil.