Autarca de Foz Côa pede ao Primeiro Ministro a recuperação da linha férrea entre o Pocinho e Barca D’Alva, com ligação a Salamanca

O presidente da Câmara de Foz Côa aproveitou a presença do primeiro ministro naquela cidade, para lhe fazer alguns pedidos. Na intervenção durante a sessão solene da inauguração do novo centro de saúde, Gustavo Duarte lembrou que a linha férrea entre o Pocinho e Barca D`alva, que está encerrada há vários anos, deveria ser reaberta e com ligação a Salamanca. O autarca reforçou que essa questão deveria ser debatida até porque poderia ser uma alavanca forte para o turismo na região.  Gustavo Duarte acredita que se a linha fosse reaberta, o número de visitantes do Museu do Côa, iria aumentar, porque a cidade está a menos de uma hora de Salamanca. O autarca referiu ainda a necessidade de obras na estrada entre Almendra e Barca D` alva, uma vez que iria encurtar a distância entre Foz Côa e Salamanca.  Por fim, Gustavo Duarte congratulou-se com a proposta de eletrificação da linha do Douro até ao Pocinho, que integra o Plano Nacional de Investimento.

Depois de ouvir o presidente da Câmara de Foz Côa, o primeiro ministro lembrou que também já foi autarca e que iria levar em conta os pedidos feitos por Gustavo Duarte. António Costa referiu que leva com ele este caderno de encargos, apresentado pelo autarca. (ouvir aqui)