Autarca da Guarda queixa-se por não ser ouvido sobre a estratégia nacional para a exploração de lítio

O presidente da Guarda não aceita, não ter sido convidado pelo Governo para estar presente numa reunião em Bruxelas, acerca da estratégia nacional para o lítio, e vai pedir explicações ao secretário de estado da energia.

Num comunicado enviado à imprensa, Álvaro Amaro diz que houve dois pesos e duas medidas porque nesse mesmo encontro esteve presente o presidente da Câmara de Montalegre.

Álvaro Amaro vai pedir explicações ao secretário de estado sobre a falta de convite para estar em Bruxelas num encontro onde se falou de uma estratégia nacional para o lítio. O Município da Guarda exige respeito, afirma o autarca. Apesar de ser conhecido o interesse do Município da Guarda na exploração do lítio no concelho, Álvaro Amaro diz que da parte do Governo nunca recebeu qualquer contacto nesse sentido.

Foto: Arquivo