Até ao verão de 2019, mais 16 aglomerados populacionais do concelho da Guarda vão ter rede de saneamento básico

O Município da Guarda vai executar em 16 aglomerados populacionais do concelho, obras nas infraestruturas de saneamento básico, quanto à rede de abastecimento de água, o objetivo é que até ao final do mandato, todas as freguesias tenham água canalizada da rede pública. Em entrevista à Rádio F, Sergio Costa, vereador do município da Guarda, disse que daqui a um ano, mais 16 aldeias do concelho, vão ter rede de saneamento básico num investimento total de 3 Milhões de euros, cofinanciados pela união europeia a 85%.

O vereador com o pelouro das obras públicas na câmara da Guarda, recorda que em 2013, havia 40 freguesias sem abastecimento de água e 90 sem rede de saneamento básico. Sergio Costa diz que no anterior mandato esse número foi reduzido para metade, no que diz respeito à agua canalizada e as infraestruturas de saneamento básico, foram executadas em 6 aglomerados populacionais.

Sergio Costa salientou ainda à Rádio F, que até ao final do presente mandato todo concelho da Guarda vai ficar com rede de abastecimento de água canalizada, sendo que as infraestruturas vão ser realizadas por equipas municipais. Até lá, o vereador garante que nestes 20 aglomerados, o abastecimento de água está assegurado por fontanários municipais e acrescenta, que o Municipio também disponibiliza o serviço de limpeza de fossas séticas, sempre que solicitado.

O vereador da câmara da Guarda refere, que o Municipio continua atento a oportunidades de cofinanciamento para levar a cabo mais intervenções na rede de saneamento básico do concelho.

Foto: Municipio da Guarda