Adega de Pinhel tem reservas de vinho para manter uma boa atividade económica durante o próximo ano, apesar das quebras previstas para este ano

As quebras na produção de vinho na Adega Cooperativa de Pinhel este ano, podem ultrapassar os 50%. As altas temperaturas que se fizeram sentir neste mês de Agosto, o rebentamento tardio das vinhas associado a algumas doenças, como o míldio, faz com haja uma grande perda na produção para este ano. Agostinho Monteiro, presidente da cooperativa de Pinhel, fala mesmo num ano crítico com elevados prejuízos. As quebras na produção vão ser afetadas, na qualidade também há algumas dúvidas, Agostinho Monteiro espera o próximo ano seja melhor no setor vitivinícola de Pinhel.

Para já a gestão comercial da Adega de Pinhel está garantida, o Presidente da Cooperativa fala em reservas de vinho para manter a qualidade e quantidade no mercado. Agostinho Monteiro quantifica, a Adega de Pinhel tem armazenado, 2 milhões, 150 mil litros de tinto e 370 mil litros de branco.