Assim a rede de cuidados de saúde primários é reforçada com novos médicos em Celorico da Beira, Fornos de Algodres, Guarda, Gouveia, Foz Côa, Manteigas, Pinhel e Trancoso, algo que naturalmente agradou ao diretor clinico António Luís Serra, que salientou, a possibilidade destes novos profissionais, que são oriundos de Viseu, poderem evoluir profissionalmente na ULS da Guarda. Quatro destes novos médicos chegaram à ULS da Guarda ao abrigo das chamadas vagas para unidades carenciadas, o que significa mais incentivos financeiros. Por preencher ficaram as vagas atribuídas ao Sabugal e Figueira de Castelo, mas a expetativa é que venham a ser preenchidas na segunda vaga.

Já para especialistas Hospitalares, foram quatro os colocados, um número que também não desagradou agradou à Diretora Clinica para os cuidados de saúde Hospitalares, mas Fátima Cabral reconhece que gostaria que houvesse mais vagas preenchidas noutras especialidades. Os novos a especialistas vão ocupar as vagas nos serviços de Anestesiologia, Neurologia, Pneumologia e Medicina Intensiva.  Fátima Cabral espera que na 2ª época possam vir a ser ocupadas também vagas de Médicos de Medicina Interna.

O website da Rádio F utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close